Curso – Chá com Comida

Esse é um post que eu comecei a escrever e acabou que na correria da vida eu não consegui parar pra dar aquela lapidada e acabou se perdendo por aqui, mas hoje eu reencontrei o texto e arrumei ele pra postar e deixar registrada essa experiência maravilhosa que vivenciei em 2014! passou rápido, tá na hora de ter uma nova edição desse curso maravilhoso <3 Escrevi sobre os 2 primeiros encontros, o terceiro foi mais rapidinho e menos conteúdo e mais um momento de tirar dúvidas.


 

A Livraria Cultura tem um projeto chamado Cultura em curso, que reunem especialistas para discutir temas variados, das mais diversas áreas e um deles é o curso de Chá com Comida.

Dia 28.04 foi o primeiro de 3 encontros, e o assunto abordado nesse encontro foi:

Harmonização de Chá com cerveja

IMG_20140430_100022

Direção de fotografia by Laura Damasceno ;)

“O que?! O.o”

É, eu tambem fiquei com essa mesma cara que você acabou de fazer. Como assim chá com cerveja, né? mas se formos pensar, a unica estranheza na verdade é que são duas bebidas, ao invés de uma comidinha e uma bebida, mas nada impede de se armonizar bebidas.

Antes de começar a colocar as papilas gustativas pra trabalhar a Cilene Saorin contou um pouco da historia da cerveja e algumas outras bebidas, e a Carla Saueressig também deu uma explicação rapidinha sobre o chá, e apresentou conceitos de harmonização.

As propostas de degustação geralmente incluiam uma cerveja, um chá (ou dois… ou três!) e alguma comidinha, no inicio era um pouco confuso definir o que provar com oquê, mas depois eu decidi ir provando e tentando identificar o que ficava melhor com oque. Por incrivel que pareça as cervejas e os chás combinavam e davam destaque em notas de um ou do outro, mas sinceramente, eu não consegui ver um uso prático pra isso. Eu, dar uma festa em casa e servir uma cerveja e um chá pra tomar junto… acho que não tenho toda essa finesse, mas talvez servir os dois para que aqueles que não tomam alcool possam degustar bebidas harmonizadas a um petisco ou a um prato, ai ja me parece mais interessante.  Então encarei o uso das duas bebidas juntas, mais como um exercício de apuração do paladar do que como aplicação prática.

Eu juro que tentei anotar todos os chás e cervejas, mas em algum ponto o nível de gostosura, de alcool e entusiasmo, me fizeram perder a linha hehehe, mas vou destacar o que gostei mais.

Cervejas BR

Um achado dessa degustação foi a marca de cervejas Wäls, marca brasileira de Belo Horizonte, conquistou 2 prêmios no South Beer Cup 2012, provamos a Quadruppel e a Dubel, as duas são incríveis, a primeira foi minha predileta. A Quadruppel é uma cerveja pra se tomar de leve, por que é bem alcoolica, o finalzinho do sabor chega a me lembrar um licor. E no site da Wals mostram a variedade de sabores da empresa, é maravilhoso! quero provar todas!

Uma coisa que achei muito boa é que a maioria das cervejas eram nacionais, eu tenho sempre a impressão que nesse ramo das bebidas as pessoas tendem a criar um preconceito com as bebidas nacionais, palmas pra Cilene!

Rooibos

É dificil encontrar uma variedade interessante de Rooibos no Brasil, mas a Loja do chá está muito bem servida, pelo que provei até hoje, os chás de Rooi tentem a ser bem doces, especialmente pelo cheiro, mas um deles misturava laranja e menta, o que acabava suavizando esse adocicado, achei muito bom.

Sanduiche de cream cheese com lapsang e ameixa

Quem ja segue o Trilhas a algum tempo, sabe que eu  AMO o Lapsang Souchong, e adoro comidinhas com ele. Esse sanduiche é divino, vende la na Loja do Chá, é uma mistura de Cream Cheese com lapsang macerado e ameixa num pão integral… amor define <3

IMG_20140430_100522

Chá verde com folhas de cerejeira + Pipoca doce com matcha

Ao final foram distribuidos pipocas doces com matchá… gente, que-coisa-maravilhosa. Como é bem doce, o matchá fica no fundinho do sabor, mas é muito bom mesmo. Como na ultima degustação tivemos um chá verde com cerejeira, eu aproveitei pra tomar junto, o chá da uma aliviada no doce, ficou muito bom!

IMG_20140430_100814

Na foto (dir. para esq.), Cilene Saorin, Carla Saueressig e Tatiana Spogis, que não palestrou mais deu pitacos valiosos e ainda fez a gentileza de levar uma cerveja maravilhosa com frutas vermelhas (edição limitada!), que no meu parco conhecimento sobre cervejas, eu defini como “se a cerveja e o vinho tivessem um filho…”,  a cerveja chama Rodenbach: Caractere Rouge.

 

Dia 15.05 foi o segundo de 3 encontros, e o assunto abordado nesse encontro foi:

História do mundo dos Chás

Nesse segundo encontro a Carla Saueressig dividiu conosco os seus 15 anos de experiência na loja do chá e no mundo, dando um apanhado geral sobre a história do chá, falando um pouquinho sobre história, terroar, plantio e processo de cada tipo de chá além de falar um pouco do chá nas culturas de diversos locais.

2014-05-15 21.27.25

Enquanto isso, varias combinações maravilhosas de chá com comida, iniciando com chás com comidinhas salgadas, como sempre eu caí de amores por um sanduiche de atum com cream cheese e Lapsang Souchong, e o chá que mais gostei foi o arabian nights e como sempre, confirmo minha apreciação por chás condimentados.

Depois partimos para os docinhos com chá, todos maravilhosos… ai que saudade.

2014-05-15 21.47.54

 

2014-05-15 21.47.42

Só posso dizer que foi perfeito, se esse curso durasse 1 ano inteiro, eu iria com prazer todos os dias. Mas infelizmente foi mais um encontro de 2 horas que poderiam ser 12!

Toda vez que a Carla adiantava um slide sem falar nada, me dava um siricutico, uma agonia pra saber o que ela ia falar daquela imagem.

Então fica aqui um apelo, Carla, faz um curso mais longo pra gente! tem tanta coisa pra se falar sobre o chá, 6 horas é muito pouco!

 

Pontos positivos: conheci sabores bem diferentes e ouvir essas duas falando com tanto amor de chás e cerveja é de matar.

Pontos negativos: Tempo curto pra muita coisa boa. Acho que precisava de um dia inteiro para a degustação, quando o tempo foi apertando tivemos que dar uma corrida nas provas, mas degustar e correria… não cabem na mesma frase.

Author: Cris Viana

Cris é muito curiosa, e de tanto beber chás, resolveu seguir as trilhas de chá para descobrir as origens dessa bebida fascinante. Adora se expressar visualmente e vai utilizar disso para mostrar a vocês tudo sobre o chá.

Share This Post On